APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


domingo, 29 de julho de 2012

DOROTEIA, DE "GABRIELA, CRAVO E CANELA" - Renan Pinheiro


Para quem achava que a personagem Doroteia de "Gabriela" iria ser só uma beata ranheta, ela está se saindo uma monstra capaz de chocar a própria Carminha! Depois de ter tramado não só o fim do noivado mas a própria desgraça da noiva do neto canalha, declarando que ela "não prestava para integrar a família" depois de ter sido seduzida por ele, quando a atitude "certa" era exatamente apressar o casamento, agora ela terá um papel ativo na desgraça da personagem Sinhazinha (Maitê Proença): desconfiada de que a "amiga" esconde um segredo, começa a espioná-la junto com outras beatas, chegando ao ponto de instruir capangas de seu filho a sequestrarem e torturarem a empregada dela para saber o que ocorre. Depois disso, conta tudo ao marido dela para "que seja feita a justiça". Que bruxa, heim? E pior é saber que existia gente assim naquela época, e ainda existe! É por isso que devemos ter sempre presente a frase do Evangelho: antes de dizeres ao teu irmão que ele tire a trave do olho dele, verifica se não tem uma no teu próprio.



O fato é que a personagem merece figurar no rol das grandes vilãs da teledramaturgia brasileira, junto com Maria Altiva, Nazaré e Flora, diferenciando-se delas apenas por ter uma composição mais sutil. Chega a ser uma vergonha só agora a Globo ter dado a Laura Cardoso papéis mais dignos do seu talento, quando ela já não tem tanto tempo para interpretá-los.