APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores)

A APOESC (Associação de Poetas Escritores Simpatizantes e Colaboradores), criada em 03.2010 em Santa Cruz -RN, existe para congregar amantes da cultura, apologistas e produtores da arte da palavra.


quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

DICIONÁRIO DE TERMOS NORDESTINOS - Jessier Quirino



A MIGUÉ- À toa, relaxado, largado, sem interesse
A PULSO - À força. Contra a vontade
ABESTADO - Otário. Tolo
ABESTALHADO - Otário. Tolo
ABILOLADO – Doido
ABIROBADO - Maluco.
ABISCOITADO - Maluco, desorientado.
ABUFELAR - Agarrar pela gola, agredir.
ABULETADO - Pessoa que ocupou um espaço tomou conta do
"pedaço" (fulano aboletou-se na casa de sicrana e não sai mais);
ABUTICADO – Pessoa espantada, com os olhos vidrados
(abuticados).
ACOITE – Chicote.
ACUNHAR - Chegar junto.
ADULAR - Agradar, bajular. Fazer a vontade de alguém
AFEIÇOADO - Pessoa bem aparentada (bonita, arrumada);
AFOLOZADO – Folgado, arrombado.
AGONIADO - Aflito, afobado, amargurado, angustiado, apressado,
indisposto.
AI DENTO - Resposta a qualquer provocação.
AJEGADO - Quem tem pênis grande.
ALDEOTA - e seguramente o maior bairro informal do País. Os
especuladores imobiliários passaram a chamar de Aldeota todo
bairro novo.
ALFININ - Espécie de rapadura.
ALPERCATA - Sandália de couro.

[...]

VEJA MAIS CLICANDO EM
DICIONÁRIO DE TERMOS NORDESTINOS EM PDF


PESQUISA APONTA O POVO NORDESTINO COMO O MAIS FELIZ DO BRASIL


A felicidade do nordestino se destacou em uma pesquisa internacional. Entre 147 países estudados, o Brasil ficou em 16º lugar. Entre as cinco regiões, o Nordeste foi a de maior pontuação em uma escala de zero a dez – 7,8.
Os moradores do Sudeste são os que se consideram menos felizes – 6,68. O levantamento apontou também que quem ganha acima de dez salários mínimos se julga mais feliz (8,36) do que as pessoas que vivem com um salário mínimo (6,53).
RANKING DAS REGIÕES
1º - Nordeste
2º - Centro-Oeste
3º - Sul
4º - Norte
5º - Sudeste     
Se o Nordeste fosse um país, estaria classificado na pesquisa em 9º no ranking global da felicidade, entre dois dos países mais desenvolvidos do mundo: a Finlândia e a Bélgica. A pesquisa constata que quem tem mais dinheiro se considera mais feliz. Contudo, no nosso caso, revelou também que riqueza não é o único fator de felicidade.
Com ou sem dinheiro, o nordestino tem uma característica peculiar: o bom humor.“É essa ideia, basicamente, de não levar as coisas tão a sério. Acho que é uma linguagem universal, todo mundo tem que muito a aprender com isso”,diz o professor universitário Márcio Acserlrad.
FONTE: G1

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

DOCUMENTÁRIO CHOCANTE

Ulisses Tavares finaliza seu poema Além da Imaginação", dizendo:

"Tem gente que existe
e parece imaginação".

O chocante documentário abaixo mostra  a que ponto pode chegar o ser humano.




domingo, 24 de fevereiro de 2013

Coisas de quem anda pelo mato - Hélio Crisanto



Levar surra de mutuca
Caminhar pelos espinhos
Pegar coroa de frade
Pra arrancar os peitinhos
Só quem anda pelo mato
Conhece esses segredinhos
(Hélio Crisanto)

O Libertador - Theo Alves



Antes de ser morto meu pai, ensinou-me que ao homem é preciso sempre superar-se, romper seus limites, como um Raslkónikov capaz de relevar a culpa, de não ceder às pressões que se abatem sobre o homem que fraqueja. Antes de ser morto meu pai, disse-me tantas coisas a respeito da vida e da necessidade de não ser passageiro, de eternizar-se.


Disse-me, antes de ser morto meu pai, da glória de Caim: explicava-me que a Abel restou a inanidade dos mártires, cujo feito maior é deixar-se abater. Dizia-me que o irmão a ser celebrado era aquele capaz de quebrar a apatia em que Deus mergulhara seus pais, a quem a subserviência deveria ser uma condição inquestionável. Caim fora sempre o libertador, o que estilhaçou as amarras a com que o Criador atara suas crias: Caim desfez a escravidão de seus pais e pôde fazer-se, de fato o primeiro homem, pois que seu pai era um arremedo, a pantomima de um homem incompleto.

Antes de ser morto meu pai, contou-me que era preciso ser único em seu tempo, desenhar marcas indeléveis a seu redor, ser insuperável, destroçar a apatia, o imobilismo que tende a acomodar-se, primeiro na alma, depois nos músculos do corpo do homem.

Compreendi suas lições e, por isso, nunca precisei que ele me perdoasse por tê-lo matado.

sábado, 23 de fevereiro de 2013

A TURNÊ DE CLÁUDIA LEITE - Hélio Crisanto

Gente vamos rir com essa notícia: A Cantora Baiana Cláudia Leite, conseguiu um incentivozinho de quase 6 (seis) milhões de reais, com o MINC, através da lei Rouanet de incentivo a cultura, para custear a sua turnê pelo Brasil, inclusive aqui pelo nordeste e gravação do seu DVd. E a gente que trabalha com cultura popular, quando quer realizar algum evento sai com o chapéu na mão a mendigar dez reais a um, dez reais a outro. Dá pra continuar acreditando neste país?

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

DICAS DE UM ESTELIONATÁRIO


Joseph “Yellow Kid” Weil foi um dos mais famosos estelionatários da sua época. Ao longo de sua carreira, acredita-se ter roubado mais de 8 milhões de dólares.
Seus amigos mais próximos diziam que seu grande trunfo era conhecer muito bem a natureza humana. Sua frase célebre: “Eu não aplico golpes em pessoas honestas, somente naqueles que acham que podem ganhar algo sem dar nada. Pra essas, eu dou nada, em troca de algo”. Weil também dizia que a maioria das pessoas que conhecia possuia o que ele chamava de “lado animal” muito mais forte que seu lado racional, e o apelo de “ganhar algo sem dar nada” seduzia a maioria das pessoas: “Quando as pessoas aprenderem – e eu duvido que elas irão – que não podem ganhar algo de graça, o crime irá desaparecer e viveremos em grande harmonia”.


http://efme.blogspot.com.br/2010/01/joseph-yellow-kid-weil.html

A PARTIR DE AMANHÃ O BAGULHO VAI FICAR DOIDO! TÁ LIGADO? (Maciel)



Quando era criança lembro que li sobre a história de um fantasma, preso em uma detenção. Certo dia falou para o carcereiro que iria juntar seus pertences para ir embora dali. O carcereiro não levou a sério e com um sorriso no rosto, desconsiderou a gravidade, mas comentou com o delegado. Este saiu em desespero em direção à cela do tal prisioneiro e lá chegando a encontrou vazia.

Já minha leitura de hoje foi na parede do comércio de Diassis de Bibi, vizinho a minha casa. Os dizeres em pichação eram: A PATI DA MANHA U BAGULHO VAI FICA DOIDO TA LIGADO. Ao contrário do carcereiro, não consegui rir, levei a sério e desde já aguardo o pior, mas quero também comentar com alguém. A tudo isso tenho assistido pávido, sem o colosso da esperança, sem o trunfo da contrapartida para o domínio da situação. Os ensaios são antigos desde primeiros rabiscos em órgãos públicos até símbolos desrespeitosos na casa paroquial, desbocando em assaltos de bens particulares, de bens públicos e agora dois dias depois de ameaçarem abrir um caixa eletrônico no posto de atendimento do Bradesco. Neste caso não havia dinheiro e os bandidos nem chegaram a causar maiores prejuízos, mas a gerência considerou a gravidade e acionou as autoridades: a área foi interditada, foi feito boletim de ocorrência, peritos colheram provas e horas depois o coronel Francisco Araújo Silva, comandante geral da policia militar do RN, através da imprensa deu detalhes do ocorrido.

Temos que agir assim e não podemos silenciar. A parede lateral da loja Maré Móveis também amanheceu pichada. Momentos depois os funcionários tentavam apagar tudo. No caso do Bradesco deve haver um seguro que cobre todos os danos, mas independente disso, o procedimento foi exemplar, o que poderia ter sido feito pela loja Maré Móveis, até pela repercussão que causaria, uma vez que o ocorrido não deixou também de ser uma afronta, uma invasão à propriedade alheia,pois não há diferença entre pichar um carro, ou pichar uma parede. O que discuto neste caso não é o prejuízo financeiro e sim o constrangimento causado. O Bradesco, independente de seus interesses nos fez um grande bem, pois nos colocou em evidência, fez-nos aparecer na mídia, nas estatísticas, retirando parte de nossa máscara de cidade pacata ou cidade fantasma.

Não podemos silenciar, não devemos nos acostumar e temos que encarar os fatos de frente. Temos sim um consumo desenfreado de drogas entre jovens e adolescentes, alto consumo de bebida alcoólica, poluição sonora, poluição visual, roubos, invasão de privacidade e inúmeros relatos de agressão física ou psicológica. E neste cenário o aviso foi dado num emaranhado de letras confusas, desenhando um futuro profético ofuscado na miséria, mas que consegui traduzir: Amanhã o bagulho vai ficar doido!Tá ligado?

Eu sei que cansa, mas a esta altura sejamos sóbrios com este pacote social e façamos barulho sim, desde os órgãos públicos, passando pela casa paroquial e chegando a Diassis de Bibi. Não nos acovardemos neste caminho inverso de amanhã melhor ou de melhores dias e não vamos somente querer apagar as pegadas e ganhar uma parede borrada, num viver de faz de conta, mas fiquemos ligados sim!

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

AOS INTERESSADOS NA ARTE FOTOGRÁFICA - Débora Raquiel


Atenção aos interessados na arte fotográfica. Neste sábado (23-02), às 20H, na Casa de Cultura de Santa Cruz, estaremos formando um grupo para desenvolver a fotografia em nossa cidade e região. Quem tiver interesse, sinta-se convidado!

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

SOBRE MOONLIGHT SONATA - Gilberto Cardoso dos Santos



Em uma das sete faces de seu poema, Drummond diz:

Eu não devia te dizer
mas essa lua
mas esse conhaque
botam a gente comovido como o diabo.”

Música e bebida, em nossa cultura, aparecem intimamente associadas.

Mas há músicas que não carecem de álcool ou quaisquer narcóticos. Elas mesmas nos embriagam maravilhosamente bem. É o caso de Moonlight Sonata. Ela romantiza nossas vidas em pleno dia e deixa nosso viver todo estrelado - nem de lua carece.

Quando ouço Moonlight Sonata, minha mão parece estender-se para outra, invisível, que parece me conduzir por noites magníficas, paradisíacas. É como se palmilhasse por uma escada luminosa, cheia de glamour, que me leva para onde eu gostaria de estar, mas não não sei onde fica.

Nos poucos instantes em que ela toca e preenche minha vida, o tempo parece eternizar-se. Meu cérebro, incapaz de explicar adequadamente o que acontece, deixa-me entregue a uma ilusão sônica e mente em suas explicações. Não há como ver, objetivamente, ouvindo Moonlight Sonata.

Esta música me faz bem e parece tornar-me melhor. Não posso explicar, ó meu cérebro, porque tanto te atrais por esta sequência melódica. Há uma porta instalada no fim do corredor obscuro que conduz para o subconsciente, onde talvez se ache a resposta.

Sem lua e sem conhaque, sinto-me comovido como o diabo, ou como um anjo em que fui convertido ao toque da melodia. E fico querendo entender o mistério da música e desta música, em cujas ondas me lanço em mergulho gozoso, sem vontade de voltar à tona.


segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Celso Crisanto e a chuva

Hélio Crisanto
Quando a goteira pingou
O sertanejo sorriu
Jesus com pena da gente
Deu um basta no estio
Quem sabe chegue a fartura
Antes do mês de Abril

(Hélio Crisanto)

Selma Crisanto
(Selma Crisanto)
Pra gente comer pamonha
Feijão verde e milho assado
É só agora plantar
E ajeitar o roçado
Que pena que o nosso pai
Já anda meio cansado

Hélio Crisanto
Pena que meu velho pai
Hoje esta aposentado
Já encostou a enxada
Pois já lutou um bocado
Pra gente comer canjica
E assar milho no roçado

Selma Crisanto
Assar milho no roçado
Limpar mato e plantar
Papai criou cinco filhos
E nunca vi reclamar
O suor que derramou
Só Deus o compensará

Flávio Dantas
 Ele tá aposentado
Por que fez por merecer,
Foi um herói na enxada
Plantando para colher,
E ficava satisfeito
Vendo cada filho comer.

(Flávio Dantas)
Hélio Crisanto
Cria babugem pro gado
O capim engrossa a folha
O sapo pula da água
Cantando e fazendo bolha
Um caçote se escancha
Boiando em cima da rolha
Selma Crisanto
O nosso pai é letrado
É o orgulho da gente
Nunca vi um agricultor
Ter tanta memória e repente
É nele que me inspiro
Pense num homem decente
Hélio Crisanto

Foi um homem competente
Na arte de educar
Das historias de trancoso
Sempre tinha pra contar
Botava a gente na rede
Ate o sono pegar
Selma Crisanto
Na arte de educar
Papai tem o seu valor
Apesar de pouco estudo
Letramento não faltou
Formou os seus cinco filhos
Tornando-os todos doutor

Amor biforme - Zenóbio Oliveira



Meu coração julgou que não compensa,
Seguir pulsando em nome desse amor,
Que às vezes é prazer, às vezes dor,
Que isenta e pune numa só sentença.

Que se declara pela indiferença,
Que se apaga no próprio esplendor,
Que vende júbilo e cobra dissabor,
Por um preço que a vida não dispensa.

Amor feito de êxtase e de loucura,
Ora promessa, ora desventura,
De ocorrência circunstancial,

Capaz de trazer em sua essência,
Numa harmonia de coexistência,
Uma porção do bem, outra do mal.

sábado, 16 de fevereiro de 2013

RECADO PARA MAMÃE - Prof Francisco Maciel


Tenho medo do mundo aqui do lado
Sinto falta de quando protegido
Por aquele cordão em meu umbigo
E na tua barriga resguardado.
Tudo aquilo que houve no meu parto
Decorreu dessa minha resistência
Só depois de ouvir tua clemência
E sentir o meu tempo esgotado
Decidi por ocupar outro espaço
Desisti de lutar contra a ciência.

Vamos lá, resolvi colaborar,
Vim ao mundo pra nova experiência,
De pior , tudo novo e a carência
Por afeto e a vontade de voltar.
Teu carinho, teu cuidado, teu olhar
O teu colo, tudo foi me conformando
Fui vivendo , fui crescendo , fui deixando
Como dizem: “deixa a vida me levar”
Hoje tenho muita história pra contar
Na verdade, eu até que estou gostando.

Teu sorriso continua como era,
Tua vida é um prêmio para mim,
Sou feliz, pois a vida faz assim:
Passa o tempo, continuas sempre bela.
Tua prece que por mim nunca se encerra,
Teu amor, que com certeza abarca o mundo,
Deus te deu sentimento tão profundo
Que alguém jamais consegue medir
E algum dia , se tiveres que partir
Não esqueças, por favor, eu quero ir junto.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Não Mate o jumento! - Kydelmir Dantas



Dizem os pesquisadores que o PADRE VIEIRA - cearense de Várzea Alegre -  publicou  o maior tratado em Jumentologia do Mundo, O Jumento nosso irmão.

Pois bem! Num livro dedicado à sua biografia (O Padre do Jumento), encontramos esta poesia de sua autoria:



"Inté qu'eu entendo muito
Do novo e véio testamento.
Lembro a fuga do Egito,
Aquele grande momento.
São José metendo a espora,
Correndo mais que o vento
E lhe diz, Nossa Senhora:
_ Ô Zé. Não mate o jumento!"

O SANFONEIRO E A BÍBLIA

Certo dia um pregador evangélico disse ao sanfoneiro Agostinho Ribeiro: 

"Você é um homem inteligente, bom sanfoneiro, um artista, mas não sabe nada da Bíblia. Vá estudar a palavra de Deus."

E Agostinho começou a mostrar o que sabia. Confiram no vìdeo abaixo:




quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

A DESVALORIZAÇÃO DA MULHER - Nailson Costa


A mulher, desde os primórdios da humanidade, foi considerada um ser inferior ao homem. A própria bíblia, em Gênesis, fala da criação dela a partir de um dos ossos do homem. Quantas passagens bíblicas não vemos na própria escritura sagrada em que a mulher deve sempre submeter-se ao homem! À mulher esposa, à mulher mãe e à mulher filha não lhes eram permitidas lugar na mesa ao lado dum macho chefe adulto nas horas de refeições e de outras atividades quaisquer. Quanta humilhação! Hoje a mulher conquistou, através de sua luta, muitos espaços, apesar de uma determinada academia de musculação aqui de Santa Cruz, insistir na separação entre homens e mulheres, a pedido de algumas mulheres. Porém, a ideia de a mulher ser inferior, ainda está muito presente! E essa postagem comprova essa minha assertiva. Também!!!!!!!!! Muitas mulheres são por demais vulgares! Mostram-se a todo instante, como se a sua beleza física fosse a sua única arma na batalha do convencimento pessoal!!!! São escandalosas! São como cobra na área quente, com o seu gingado delicioso, estonteante, sedutor, bom demais, coisa linda e maravilhosa, ai meu Deus como é bom e bonito!!!!! Poxa, até eu me perdi no texto com esse cabimento!!!! Serão elas feiticeiras de suas porções de encantamentos mágicos, a ponto de enganar Adão e Deus?! A mulher é diferente porque é mulher ou é mulher porque é diferente? Eis a questão! É por isso que ela tem que se dar ao respeito e ser quem de fato tem quer ser: IGUAL ao homem, até porque todos somos HOMEM, na mais pura acepção da uniformidade sobrecomum desse substantivo. Homem, palavra derivada de HUMANIDADE? Falando nisso, por que não poderia ser MULHERIDADE? Ah meu Deus, lá vem a discussão de novo! Ô bicho bom é MULHER, com todo respeito e na mais sublime cristalinidade desse vocábulo e levando-se em conta que a minha presidente, ou melhor presidentA, é mulher, a minha governadora é mulher, e a minha prefeita é mulher, visse?!


terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Imperativo - Zenóbio Oliveira

Zenóbio Oliveira

Seja livre, que o sol da liberdade,
Que fulgura em teu céu de cada dia,
É a chama da fé que te alumia,
Com raios de justiça e igualdade!

Seja feliz, que a felicidade,
Que reveste teu sonho de alegria,
É a flor lirial que te atavia,
Com as cores da paz e da bondade!

E assim me disseram, dessa forma,
Pra ser livre e feliz segundo a norma,
Da suprema convencionalidade,

Na inércia da abúlica paciência,
A ideia da alheia consciência,
É-me o único modelo de verdade.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Chora toda natureza quando há seca no sertão - Hélio Crisanto


As nuvens num triste ato
fecham as suas comportas
funerais de flores mortas
se alastram pelo mato
morre de sede o regato
só se vê desolação
e o lamento do carão
no angico da represa
Chora toda natureza 
quando há seca no sertão*